Pessego_5

Pêssego Importada

[produto indisponível]

Os pêssegos têm bons teores de potássio, fósforo e de vitamina B, niacina, que é necessária para o metabolismo da energia e para o sistema nervoso. O pêssego, tal como ocorre com as maçãs, pêras, ameixas, laranjas, tangerinas, ameixas e marmelo, tem um valor calórico muito baixo. Os pêssegos com polpa amarela possuem um importante teor em vitamina A. Esta é importante para fortalecer as mucosas, para a formação e conservação do esmalte dos dentes e intervém na formação de uma substância chamada rodopsina cuja carência produz a doença denominada ‘cegueira nocturna’, com a qual as pessoas não adaptam a visão à escuridão. O pêssego também possui um importante teor em vitamina C (embora seja metade do que a laranja contém), a qual previne as infecções, favorece a cicatrização de feridas, mantém o bom estado das gengivas, ajuda à fixação do cálcio que é importante para a formação dos ossos e dentes e melhora a absorção de ferro no intestino. O pêssego exerce um efeito laxante ligeiro, devido aos seus ácidos. O seu teor em sódio é baixo pelo que é adequado quando a pressão arterial é elevada. Também se destaca o teor em potássio que serve para regular as funções neuromusculares e previne os cãibras. O pêssego também se pode comer com pele. Para aqueles que preferem eliminar a pilosidade externa, devem lavar o fruto com água quente durante um minuto e passá-lo depois por água fria.